Capital Culturel

O conceito de Cultural_Capital

Traçando um paralelo entre a utilização de bactérias e sua cultura
relacionada com a feitura tradicional do pão e a auto-organização na
condição generativa da network art, Cultural_Capital é um projecto
artístico transformacional em que massa levedada para pão é criada e
cuidada dentro do espaço da galeria, acarinhada pelos comissários.

A massa de levedura inicial pode ser criada com base numa variedade de
material orgânico, tal como cascas de batatas, uvas ou pão. Pode
também ser “auto-gerada”, retirando uma pequena parte de massa não
cozinhada e adicionando-lhe mais farinha. A levedura inicial utilizada
em Cultural_Capital foi criada a partir de fermentos não cuidados da
bactéria lactobacillo que geralmente está presente nos ambientes
locais. Historicamente, uma boa cultura de massa levedada era
importante para a vida quotidiana; pois pode ser transportada com
facilidade, partilhada entre amigos e estranhos e durar gerações.

Cultural_Capital é um projecto artístico, concebido como uma turnée,
que acumula bactéria e capital cultural a cada evento onde é
instalado.

Instalado nas cozinhas (ou outros espaços apropriados) da galeria ou
espaço para o evento, a levedura inicial transforma-se durante um
período de seis a sete dias numa massa levedada que pode
ser preparada e cozida em pão. Seis ou sete dias depois da levedura
ter sido instalada no espaço, acontece um evento colectivo
onde uma porção da massa levedada é distribuída entre os convidados.
Estes recebem uma parte da massa levedada e podem escolher usá-la para
fazer um único pão, deixá-la crescer de forma a manter o mantimento
contínuo de levedura para mais massa ou deixar esta morrer por
completo. Parte da massa é guardada pelos curadores para disporem dela
como entenderem e uma outra parte final passará aos curadores do
próximo evento.

Este projecto artístico foca a atenção no papel do curador com o que
cuida. No texto ‘On Misanthropy’, de 2006, Alex Galloway e Eugene
Thacker fazem notar que 'o acto de curadoria não se refere só à
selecção, exposição e armazenamento de artefactos, mas também
significa fazer tudo isto de forma cuidada, com particular atenção à
sua apresentação numa exposição ou catálogo. Ambos "curadoria" e
"curador" derivam do latim curare (cuidar), uma palavra em já muito
próxima de cura. Curadoria, cuidar, cuidado’ (1). Durante o processo
de transformação a massa de levedura inicial está num estado muito
frágil e morrerá caso não tenha atenção regular. É pedido aos
curadores de cada evento que cuidem do projecto artístico, na
tentativa de o manter vivo, certificando-se que chega em segurança aos
comissários do evento seguinte.

Teoricamente, capital cultural (Bourdieu 1979/1984) é o poder social
reunido em volta do produtor, colector e dono de objectos valiosos.
Cultural_Capital transforma objectos vulgares em trabalhos artísticos
Atribuindo-lhe uma simbologia de poder: tem a sua própria moeda e
fornece as suas próprias oportunidades. Em qualquer altura, durante a
sua tournée. o capital cultural que a massa levedada recebe dos seus
convidados é equivalente ao que é retido pelos comissários e passado
para o próximo evento.

Cultural_Capital foi lançado na Cornualha em Março de 2009. Está neste
momento ao cuidado dos curadores.

Notas
(1) In Joasia Krysa (ed.) (2006) Immaterial Curating, New York:
Autonomedia (DATA Browser 03), p.160

(translated from the English by Ana Carvalho, 2010)

 
glorious ninth (2010)